Rejuvenescimento do olhar com a técnica Foxy Eyes.

Rejuvenescimento do olhar com a técnica Foxy Eyes.

O olhar é a janela da alma.
Em um mundo de máscaras e equipamentos de proteção, o contato visual passou a ter mais destaque ainda e é a principal forma pela qual expressamos nossas emoções, tornando-se a nova forma de comunicação entre as pessoas.

Por coincidência ou não, no universo da beleza, um novo conceito de rejuvenescimento do olhar surgiu, conhecido como foxy eyes. Na maquiagem, são vários truques de luz e sombras que ajudam a deixar o rosto e os olhos mais esticados, como se existisse uma plástica natural. A inspiração vem também dos olhos de raposa, que é mais puxado para cima e foi difundida pelas celebridades Kendall Jenner e Bella Hadid, fazendo parte de uma nova estética de beleza que tem como ideia principal esticar os olhos com efeito lifting.

No consultório médico, os cuidados com a área periorbital são conhecidos e recorrentes. As queixas como olhar cansado, olhar triste, olhar de “brava” estão em alta e o Foxy eyes pode ser um dos protocolos para ajudar.

Para quem deseja tornar a tendência FOXY EYES visível por mais tempo (além de estratégias de make), pode recorrer a diversos tratamentos dermatológicos como:

• Toxina botulínica (BOTOX) para arquear as sobrancelhas, • Eyelift com ultrassom microfocado (Ultraformer III) • Pontos de sustentação com ácido hialurônico (MD CODES) • Blefaroplastia sem cortes (Plasma Lift | Jato de plasma) • Fios de sustentação PDO

Esses são apenas alguns dos tratamentos dermatológicos para área dos olhos, com esse objetivo de lifting, o efeito de um olhar mais aberto.

É importante lembrar que, como toda novidade, o FOXY EYES é um assunto super comentado e bastante solicitado, mas existem limitações na técnica. O foco é não perder a naturalidade, portanto, não pode ser aplicada em pacientes que já tenham a sobrancelha arqueada ou elevada, por exemplo. Também não é indicada em casos que já exista um envelhecimento da área periorbital, flacidez das pálpebras ou perda óssea da área temporal.



A técnica consiste em “repuxar” de maneira natural a pele da área, criando essa sensação de olhos de raposa, por isso, você deve consultar seu dermatologista para entender, em primeiro lugar, como anda a sua estrutura óssea, o volume do seu rosto e só assim, o profissional poderá definir se o procedimento é indicado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×